Ampliação Apartamento Brasil

ano: 2020
tamanho em metros quadrados: 50
serviços: projeto  
fotografia: pedro kok

“Ao reformar a nova morada, a antiga se ressignifica.”

 

Em 2015, fizemos a reforma do apartamento do edifício Brasil. Em 2020, o morador anexou a unidade vizinha e nos convidou novamente para projetar, dessa vez, com o desafio de uni-la à nossa primeira intervenção. Decidimos por manter o apartamento antigo com pouquíssimas mudanças, de modo que o novo imóvel, que seria reformado, se unisse com naturalidade ao anterior.

A parede que dividia as duas unidades foi demolida, criando uma sala maior e mais luminosa. É justamente na chegada do apartamento que se vê a junção entre os dois projetos, a transição precisa de pisos, de materiais, de texturas e de novas perspectivas. Reforçamos essa transição ao expormos o concreto bruto existente da estrutura da edificação. Pedaços de madeira da forma de concreto, conduítes e imperfeições de superfície foram deixadas como estavam, revelando um pouco da história dos materiais.

O quadro de luz foi remanejado e ficou aparente no pilar. O piso de madeira transita para o cimento queimado também nessa divisão, bem como uma prateleira em aço, pintada de preto, compõe bem com o concreto e recebeu plantas e iluminação indireta. O imóvel ganhou um novo dormitório e um banheiro, que agora pode servir aos convidados. O dormitório possui acesso tanto pra sala quanto para o terraço, que, por sua vez, dá vista e emoldura todo o apartamento para a região central da cidade de São Paulo, com a Avenida Nove de Julho aos pés, seguida da Praça Roosevelt e a Serra da Cantareira fazendo pano de fundo. As portas que dão acesso ao banheiro e ao dormitório receberam uma atenção especial, foram feitas em marcenaria, com cava, e alinhadas com a parede para que ficassem bem discretas para quem as vê da sala. Na sala, um móvel cor vinho possui portas de deslizar que escondem a TV e revelam a biblioteca e vice-versa. À esquerda deste móvel, portas de abrir dão acesso à despensa. Um sofá em L foi posicionado no meio da nova sala e ordena o novo espaço.

Um banco de madeira posicionado atrás do sofá serve como ponto de apoio à varanda, e conversa com a pequena mesa e cadeiras de madeira, e com uma linda rede azul de balanço confecciona artesanalmente e fixada com suporte específico para forro de gesso. Neste edifício, cada pavimento possui uma cor específica. Neste andar, temos um verde, que embora intenso, se funde e cria um diálogo com as outras cores propostas no projeto. No terraço, um painel preto esconde as condensadoras de ar condicionado e dá pano de fundo para um aparador. Durante o dia, o apartamento recebe bastante iluminação natural. Ao anoitecer, o projeto luminotécnico, distribuído estrategicamente e pensado todo em LED, permite controle de intensidade e possibilita diversas combinações de acionamento que mudam a percepção do espaço. “Parece que sempre foi assim”. Essa frase do morador nos caiu bem, pois revela que o projeto conseguiu uma ampliação dos espaços sutil e marcante ao mesmo tempo.

0303.AlvoradaArquitetura.EdificioBrasil2020-PKOK0034.jpg
0303.AlvoradaArquitetura.EdificioBrasil2020-PKOK0091.jpg
0303.AlvoradaArquitetura.EdificioBrasil2020-PKOK0049.jpg
0303.AlvoradaArquitetura.EdificioBrasil2020-PKOK0085P.jpg
0303.AlvoradaArquitetura.EdificioBrasil2020-PKOK0105.jpg
0303.AlvoradaArquitetura.EdificioBrasil2020-PKOK0310.jpg
0303.AlvoradaArquitetura.EdificioBrasil2020-PKOK0221.jpg
0303.AlvoradaArquitetura.EdificioBrasil2020-PKOK0197P.jpg
0303.AlvoradaArquitetura.EdificioBrasil2020-PKOK9986.jpg
0303.AlvoradaArquitetura.EdificioBrasil2020-PKOK0144.jpg
0303.AlvoradaArquitetura.EdificioBrasil2020-PKOK0159.jpg
0303.AlvoradaArquitetura.EdificioBrasil2020-PKOK0181.jpg
whatsapp-logo-1.png